01/06

01/06

02/06

02/06

03/06

03/06

04/06

04/06

05/06

05/06

06/06

06/06

A cidade como cenário

Muitos trabalhos que tem como tema um recorte arquitetônico ou mesmo conjuntos urbanos geralmente analisam o objeto em si, de maneira estática, não dando muita importância ao deslocamento das massas urbanas que cruzam estas arquiteturas dia-a-dia, quando observadas, aparecem apenas como fundo.

A proposta deste trabalho é inverter o ângulo de observação, analisando os movimentos da população tendo como fundo o cenário arquitetônico. Porém, este cenário não será tratado apenas como fundo, mas sim como catalisador das manifestações culturais que nele ocorrem. A cidade não é estática, ela sofre mudanças todos os dias, construindo sobre o passado, se renovando, se transformando e se reconfigurando. Da mesma forma, a população também se reconfigura continuamente, pois cultura urbana é dinâmica.

O objetivo deste livro é fazer relatar as manifestações culturais ocorridas na em Curitiba, tendo como recorte o centro e imediações. A idéia central é pontuar estas manifestações e trazer as vistas da população curitibana a expressividade e riqueza cultural que existe no centro da cidade. O material produzido dará uma maior importância às imagens, tendo os textos apenas como apoio.

O livro se configura como uma espécie de documentário fotográfico, aliado a um texto histórico e análise do uso espaços públicos (arquitetura), tendo como parâmetro de análise a interdisciplinaridade.

O livro é fruto do Mecenato Subsidiado da Fundação Cultural de Curitiba e incentivado pelo Positivo.

Autores Bruno Stock e Fábio Domingos Batista