1/9

1/9

2/9

2/9

3/9

3/9

4/9

4/9

5/9

5/9

6/9

6/9

7/9

7/9

8/9

8/9

9/9

9/9

Centro Administrativo de Ribeirão Preto

O projeto se estrutura como um todo a partir das diretrizes do terreno. Este, com um formato peculiar em “L”, acaba por fragmentar o espaço em dois, surgindo daí a setorização do terreno. Na porção mais delgada e comprida foram dispostas as vagas de estacionamento e o ginásio, na porção de dimensões quadradas, situou-se o edifício propriamente dito. Neste ponto encontra-se a maior área de contato com a Av. Cav. Paschoal Innechi, hoje existente, não dependendo, assim, de uma construção imediata das vias previstas.

O programa foi disposto no formato de duas barras, as quais inclinam-se entre elas de forma a buscar eixos importantes do terreno. Uma alinha-se ao bosque existente, o qual pretende-se mantê-lo e integra-lo ao paisagismo, a outra alinha-se ao eixo do terreno, que dá forma ao estacionamento. Esta disposição busca também uma perspectiva inesperada de sua fachada principal. O bosque oculta sua lateral aos transeuntes da Av. Cav. Paschoal Innechi, para depois revelar sua fachada frontal em diagonal, de forma a acentuar a perspectiva e direcionar sua entrada.

Ao adentrar no complexo, através dos planos curvos que sugerem o caminho e conformam os espaços de eventos, encontra-se, ao fundo, a recepção do edifício. Localizada no ponto convergente das barras inclinadas, esta pede ao usuário do edifício que atravesse seu pátio intensamente arborizado para um agradável passeio, assim como situa-se estrategicamente no centro do terreno.

O programa foi disposto nas barras em pavimentos livres com divisórias leves, de forma às secretarias terem uma maior integração espacial e fácil circulação entre elas. Com isso, ficam facilitadas possíveis mudanças de layout ou setorização, podendo expandir ou suprimir áreas desejáveis. Essa flexibilidade acarreta numa maior longevidade do edifício, retardando assim sua obsolescência.

Ao longo do programa são distribuídos núcleos de escadas de incêndio e pátios que ajudam a iluminar e setorizar o espaço. Nesses núcleos, encontram-se áreas técnicas. Salas de quadros atrás dos elevadores e uma área flexível ao lado, a qual pode ser utilizada como corredor de passagem, banheiros, depósito de material de limpeza e outros. A circulação vertical usual se dá através dos elevadores e também pela escada linear situada nas fachadas internas, sendo desestimulado, por questões de segurança, o uso cotidiano das escadas de emergência.

Optou-se por um sistema construtivo em concreto armado de lajes nervuradas e pilares com vãos máximos de 17 metros. As vedações laterais são feitas através de planos de vidro temperado. As barras, que cruzam as imponentes coberturas, são revestidas por uma pele de brises móveis em chapa de aço perfurada, que, além de servirem de anteparo solar, se configuram como elemento unificador de seu volume.


Nome Centro Administrativo de Ribeirão Preto


Local Ribeirão Preto – SP


Ano 2018


Status Concurso


Área 30.880m²


Cliente Prefeitura de Ribeirão Preto


Equipe Fábio Domingos Batista, Igor Costa Spanger, Luciano Suski, Moacir Zancopé Junior, Suzanna de Geus, Aline Proença Train, Rodolfo Luís Scuiciato e Janaina Nichele


Premiações: Menção Honrosa em Concurso Nacional de Projetos